Los Angels Mental Health Clinic
Últimos assuntos
» Rio
Sex Jul 17, 2015 10:50 am por Franckie Wales

» Quarto1
Sab Jan 31, 2015 7:58 pm por Franckie Wales

» Quarto2
Ter Jun 10, 2014 10:30 pm por Franckie Wales

» Sala de Estar
Ter Jun 10, 2014 9:25 pm por Franckie Wales

» Jardim
Sab Maio 10, 2014 11:58 pm por Franckie Wales

» Lazer
Sab Maio 10, 2014 4:59 pm por Ethan Grant

» Sala de Jantar
Sab Maio 10, 2014 4:48 pm por Ethan Grant

» Biblioteca
Sab Maio 10, 2014 4:42 pm por Ethan Grant

» Corredores
Ter Jan 28, 2014 9:42 pm por Franckie Wales


[FP] Franckie Wales

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Franckie Wales

Mensagem por Franckie Wales em Sab Fev 02, 2013 10:18 pm

O Jogador:


Nome do Jogador: Inês
Outras Personagens: -
Idade: 15 anos


A Personagem:

Nome da Personagem: Franckie Wales
Idade: 17 anos
Data de Nascimento: 04-09-93
Orientação sexual: Heterossexual
Pessoa usada no avatar: Barbara Palvin
Família: Margaret Wales – mãe; Liam Wales – pai.
País de Origem: Inglaterra
Grupo: [] Seguranças ; [] Familiares ; [x] Paciente

Vida:

História da personagem: Franckie começou por ser uma criança muito doce, dava-se bem com todos, adorava os pais, era divertida, tinha montes de amigos e era a pessoa mais sociável que podiam conhecer. Mas com o passar do tempo, à medida que crescia, a sua personalidade mudou por completo e Franckie passou da menina amorosa para a adolescente insuportável. Os pais não percebiam porque é que ela se comportava daquela forma, Franckie tinha tudo o que queria, mesmo que para isso os pais deixassem as coisas que queriam para depois. Havia quem dissesse que aquilo era por estar na fase da adolescência, que ia acabar por passar, que eram todos assim. Mas a verdade é que nem Franckie sabia explicar o que sentia, era como se tudo a irritasse. E foi nessa noite que tudo piorou. Liam estava a chegar do trabalho, hoje ele tinha pedido para sair mais cedo, Franckie fazia os seus dezasseis anos e ele queria estar com a filha. Contrariada, Franckie vestiu qualquer coisa e saiu de casa. Pelo que conseguiu perceber os pais tinham combinado ir com ela ao cinema. Mas ela não queria ir, ela não queria sair de casa, ela não queria fazer nada. Na sua opinião aquele era mais um dia que não precisava de ser festejado. Podia dizer-se que naquele dia ela estava mais irritadiça do que o costume. Margaret sentia-se frustrada, nem no dia de anos Franckie mudava. Por vezes, sentia que todo o esforço para dar uma boa vida a Franckie, não era o suficiente para ela ser feliz. Ás vezes sentia que todo o seu esforço e de Liam era em vão, ela não mudavam. As discussões entre ambas eram cada vez mais frequentes e aquela noite não foi exceção. Os gritos de mãe e filha ecoavam por todo o carro e numa tentativa de acabar com tudo aquilo, Liam desviou o olhar da estrada para se virar para trás, ia repreender Franckie, como sempre. E bastaram aqueles segundos de distração para que tudo acabasse de repente. Os seus pais morreram e a última coisa que Franckie lhes disse, foi que os odiava.

Paciente:

Grupo: []Problemas Físicos ; []Problemas Mentais ; [x]Problemas Físicos e Mentais

Historial do paciente: Por mais que quisesse esquecer aquela noite, a cadeira de rodas onde ficou presa não deixa que isso aconteça. O choque entre o camião e o carro dos seus pais foi tão forte que nenhum dos dois sobreviveu. Quando a Franckie, ficou com as pernas presas debaixo dos ferros do banco da sua mãe e por isso, deixou de andar desde então. As dores que sentia eram insuportáveis bem como o desespero. Havia sangue por todo o lado e mesmo na escuridão, ela conseguiu perceber que tudo tinha acabado. A culpa era dela, a culpa era toda dela, e foi essa mesma culpa que a trouxe para a clínica. Sem nunca suportar a perda que sofrera, Franckie começou a descarregar a raiva que sentia no seu próprio corpo e nas outras pessoas. Matou um dos enfermeiros que cuidavam dela no hospital e feriu um dos médicos. Ela não faz de propósito, ela não os quer matar, mas quando se lembra de tudo o que aconteceu, o seu corpo perde o controlo e tudo acontece depressa de mais. Tentou matar-se duas vezes e foi depois disso que os médicos a transferiram para a clínica. Diziam que ela precisava de ajuda. Franckie não percebia, ela não se sentia doente, e no fundo, achava normal comportar-se desta forma. Não tem ninguém e desde que cá chegou só o conheceu a ele. Ela não sabe bem o que sente, mas a verdade é que se preocupa com ele e gosta da sua companhia. Ele chama-se Ethan e é o único amigo que ela tem.
Tempo na clínica: Um ano.
Grau do paciente: [] Fácil ; [x] Médio ; [] Difícil

Característica Fisícas:

Aspecto: Em pé, Franckie não é uma rapariga muito alta, não passa de um metro e cinquenta e cinco. Tem uns longos cabelos castanhos, com um jeitos ondulados, e que lhe favorecem o seu belo rosto. Os seus olhos azuis tornam-se ainda mais claros na presença de luz e apesar de quase nunca aparecer, é dona de um belo sorriso.
Marcas: (Piercings, tatuagens, sinais, etc)

Características Psicológicas:

Caracterização psicológica: Franckie é uma rapariga muito fechada, é difícil falar com alguém, principalmente se for para contar o que se passou. Não gosta de falar sobre isso. Mas com o passar do tempo, e se persistirem ou se ela gostar da pessoa, ela vai mostrando o seu melhor lado. Apesar de parecer fria, ela consegue ser carinhosa e sociável, mas nada em demasia.
Manias e vícios: Morder o lábio, baixar o olhar, suspirar, mexer no cabelo.
Medos: Ficar ainda mais sozinha e nunca conseguir sair da clínica.
Gostos: Ela não gosta de nada, a não ser dele.
Doenças: Tendências homicidas e suicidas.
Sonhos: Sair dali.

avatar
Franckie Wales


Mensagens : 612
Data de inscrição : 26/01/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum